23 de fevereiro de 2016

Uma zootecnista do Ceará conseguiu, recentemente, o título de responsável técnico (RT) para controle de qualidade em uma rede de supermercados. Apesar de poder ser explorada por zootecnistas, a área ainda não possui muitos destes profissionais atuando no mercado.

Agaciane atua com atividades como controle higiênico-sanitário de equipamentos, estrutura, armazenamento e transporte de produtos inerentes à indústria (Foto: Arquivo pessoal)

De acordo com a zootecnista Agaciane Rodrigues, que conseguiu o RT, as portas para zootecnistas na área de controle de qualidade ainda são difíceis de serem abertas, mas muitas empresas já estão aceitando estes profissionais para cargos do tipo. No caso de Agaciane, a oportunidade surgiu quando ela era estudante de Engenharia de Alimentos, curso no qual é comum se encontrar profissionais da área de controle de qualidade.

“As portas do controle de qualidade se abriram para mim por meio do curso de engenharia de alimentos. Eu era estudante de engenharia de alimentos quando ingressei no estágio no Grupo Pão de Açúcar, realizando o controle de qualidade em duas lojas”.

Pouco tempo após iniciar o estágio, Agaciane resolveu trocar de curso, migrando para a zootecnia. Não sabendo da possibilidade de atuação dos zootecnistas nesta área, ela anunciou a saída do cargo na rede de supermercados. Foi então que Agaciane descobriu que zootecnistas podiam trabalhar no ramo.

“Minha chefe pediu para que eu não saísse, pois não havia motivos para tal. Complementou que no grupo haviam vários zootecnistas na equipe em outros estados, como São Paulo. Desde então, passei a pesquisar mais sobre nossas atividades como zootecnistas e continuei meu estágio. Fiz por dois anos, completando 3120 horas”.

Com a experiência e o término da faculdade, Agaciane foi convidada para ser RT em duas outras lojas da rede. Segundo ela, a facilidade veio com o estágio.

“Durante este período, tentei realizar um bom trabalho e vários cursos na área. Aos poucos fui crescendo dentro da empresa. Meu trabalho estava sendo reconhecido por muitos. Passei a ministrar cursos de Boas Práticas em mais duas lojas e na primeira oportunidade, após formada, houve o convite para assumir a RT”.

ATUAÇÃO

Em seu trabalho, Agaciane atua com atividades como controle higiênico-sanitário de equipamentos, estrutura, armazenamento e transporte de produtos inerentes à indústria. A zootecnista trabalha também no controle de validade, rotulagem e qualidade do alimento produzido, além de ministrar cursos de Boas Práticas aos funcionários.

De acordo com Agaciane, a sua atuação foi aprovada sem problemas pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV). Apesar da aprovação, a zootecnista ouviu de outros profissionais que a área seria exclusividade do médico veterinário.

“Durante toda minha formação, enquanto direcionava meus estudos para esta área meus colegas ficavam abismados e sempre me interrogavam se nós podíamos atuar no controle de qualidade. Muitos professores do curso também se admiraram e, inclusive, tive dificuldades para conseguir um orientador e compor minha banca, durante o TCC.  No CRMV, ainda cheguei a escutar que esta função de RT, nesta área, seria de exclusividade do médico veterinário”.

Atualmente, a zootecnista está cursando especialização em Ciências dos Alimentos, na Universidade Estadual do Ceará (UECE) e em abril deste ano deve começar outra especialização em Legislação de Alimentos. Para Agaciane, é importante que todos os zootecnistas tenham plenos conhecimentos sobre em que áreas podem atuar.

“É importante conhecermos mais nosso curso, nossa profissão para, assim, podermos lutar por nossos ideais e princípios. A Zootecnia vai muito além das porteiras do campo”.

Fonte abz.org.br