22 de agosto de 2016

Aconteceu hoje (19/08), o último dia da XXII Câmara de Presidentes do Norte, Nordeste e Espírito Santo, sediada pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Ceará (CRMV-CE), no hotel Beira Mar.

No momento, foram discutidas questões relativas ao processo ético profissional, controle no uso de antibióticos da linha veterinária, Amazonvet e o título de especialista sem a comprovação junto ao Conselho Regional – como Proceder.

O bem sucedido evento possibilitou a troca de informações sobre atividades, processos e comportamentos dos CRMVs envolvidos, além de fortalecer a instituição federativa como um todo. Além disso, foi acordado que a XXIII Câmara será sediada em Recife/PE.

Satisfeito com as trocas de conhecimento na XXII Câmara, Julio Cesar Rocha Peres, presidente do CRMV-RO, explicitou seu contentamento. “Foi de extrema relevância participar desse evento. Temos aproximadamente 60 dias do início de gestão, então o encontro foi de fundamental importância para conhecer os pares, principalmente no Norte e Nordeste, que são a maioria dos presentes. A troca de experiência foi muito enriquecedora, acreditando que vá contribuir com a gestão e, neste momento, acabo recebendo mais informação que passando, sendo de grande valia para nós”, completou.

Já Domingos Fernandes Lugo Neto, presidente do CRMV-PB, lembrou os principais motivos da concretização dessa atividade. “O evento é sempre importante por sua magnitude e união entre os estados. A gente traz nossas dúvidas, que, aqui foram esclarecidas também, junto ao apoio do Conselho Federal, tendo uma trocar de informações salutar para que possamos resolver o problema que é de um, mas muitas vezes é de todos, e, assim, levamos o aprendizado, aplicamos, vendo que as coisas funcionam de forma sistemática”, disse. Aproveitou, ainda, para agradecer os anfitriões cearenses. “A equipe do CRMV-CE está de parabéns pela organização, pelos temas abordados, pois muitos trouxeram à luz problemáticas novas, como o NASF, a inserção do médico veterinário no contexto político e temas como os das questões éticas e de abordagens do lidar com processos”, declarou.

As palestras que contaram das experiências  cearenses foram, de acordo com Luiz Carlos Barboza Tavares, presidente do CRMV-ES, “muito enriquecedoras e servem de referência para a gente, quando retornamos ao estado do Espírito Santo. Estamos tendo contato e informação, sabendo onde buscar um pouco mais de detalhe, tentando aproveitar e projetar no nosso estado o que foi interessante. A discussão sobre aspectos administrativos  e técnicos são também fundamentais para quem está na presidência de um conselho”, afirmou.

O evento terminou com as falas dos presidentes participantes, seguido pelas dos representantes máximos do Conselho Federal, Dr. Benedito Fortes de Arruda, e do Ceará, Célio Pires Garcia, agradecendo a todos e parabenizando os estados participantes pelo ótimo trabalho realizado em Fortaleza.

Galeria – manhã

Galeria – tarde

Fonte CRMV-CE