Um supermercado foi interditado e o gerente do estabelecimento foi detido na manhã desta quinta-feira (12) durante uma operação do Procon do Ministério Público (MP-Procon) – em conjunto com o Corpo de Bombeiros, Procon-JP, Agência Estadual de Vigilância Sanitária  (Agevisa), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) e o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) – em supermercados de João pessoa.

Segundo o promotor Glauberto Bezerra, que é diretor-geral do MP-Procon e promotor do Consumidor de João Pessoa, no supermercado, que fica no Parque Solon de Lucena, no Centro da cidade, foram encontradas diversas irregularidades. “Na entrada do estabelecimento já identificamos o risco de desabamento do teto. Em outros pontos da loja notamos goteiras em fios da rede elétrica, vazamentos em freezers que alagavam os corredores do supermercado, produtos vencidos e com embalagens irregulares, além de vários outras coisas”, disse Glauberto.

O gerente do estabelecimento foi detido e levado para a delegacia para prestar depoimentos. “Estas irregularidades são graves e colocam em risco a saúde, segurança e até a vida dos consumidores, por este motivo o supermercado foi interditado e só pode ser aberto após resolver os problemas”, explicou o promotor.

Ainda de acordo com o MP-Procon, outros três supermercados estão sendo inspecionados durante esta quinta-feira, e outros estabelecimentos podem ser interditados caso sejam identificadas irregularidades. As fiscalizações acontecem em supermercados dos bairros do Geisel e Bancários.

G1 Paraíba