No último domingo, o programa Fantástico, da TV Globo, exibiu uma reportagem investigativa sobre como o roubo de gado têm causado perdas aos produtores e afastado os criadores do campo. Além dos prejuízos econômicos aos produtores, a venda de carne clandestina, produto do abigeato, é um risco à saúde pública.

O problema foi comentado na reportagem pela médica veterinária Valéria Cavalcanti, presidente da Comissão Nacional de Alimentos (CNAL/CFMV). “Aquele produto, no caso, a carne, vai ser abatida de uma forma não higiênica, de uma forma que pode acabar contaminando essa carne”, ressaltou Cavalcanti.

A carne roubada, muitas vezes retirada do animal ainda no pasto, é vendida clandestinamente por um preço muito inferior ao de mercado, e representa um risco para a saúde da população. O alimento clandestino pode sofrer contaminações ocorridas durante o corte ou o transporte, se deteriorar por mau armazenamento ou, ainda, conter resíduos de medicamentos veterinários. O abate clandestino também pode ser considerado crime ambiental.

Clique aqui e veja a matéria completa

Fonte CFMV (matéria acessada em 01/08/17)