Os médicos-veterinários residentes do programa de Residência Multiprofissional em Atenção Primária à Saúde (RMAPS), estão atuando juntamente com outros profissionais de saúde no enfrentamento da pandemia da Covid-19, com atendimento focado no cuidado integral da saúde da população nos territórios específicos, nas ações de atenção à saúde de forma integrada e interprofissional.


Fotos: arquivo pessoal dos residentes

Na cidade de Patos, os residentes médicos-veterinários Suzanna Lins e Emmanuel Assis, juntamente com outros residentes da área de saúde atuam na orientação à população, dentro das Unidades Básicas de Saúde (UBS). Na Vigilância em Saúde eles participam das barreiras sanitárias na rodoviária local, onde fazem a recepção dos passageiros, orientam sobre os cuidados de higiene e distanciamento social. Também participam de ações integradas com outros setores da prefeitura com o objetivo de levar informação as pessoas que  frequentam o mercado público e o comércio local.

Na cidade de Santa Luzia, o médico-veterinário residente Pedro da Silva também tem atuação na UBS, na Vigilância em Saúde realizando o atendimento virtual (TelesSaúde) esclarecendo dúvidas da população sobre COVID-19 e executando ações de educação em saúde orientando sobre zoonoses e ações na saúde animal que interferem na saúde humana e ambiental.

“Na Atenção Primária à Saúde os residentes estão tendo a oportunidade de trabalhar com enfermeiros, psicólogos, fonoaudiólogos, educadores físicos, odontólogos, assistentes sociais, uma oportunidade de aprender e mostrar o papel do médico-veterinário junto à Saúde Única na melhoria da saúde integral numa visão interprofissional” esclarece a Méd. Vet. Débora Rochelly, tutora que supervisiona o Núcleo de Medicina Veterinária.

Sobre o programa de Residência

O programa de Residência Multiprofissional em Atenção Primária à Saúde (RMAPS) tem como instituição formadora o Centro Universitário de Patos (UNIFIP) e como proponente a Prefeitura Municipal de Patos/PB.