O Méd. Vet. Andreey Teles, assessor técnico do conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Paraíba (CRMV-PB) dá dicas de cuidados com os pets no verão, período em que o calor aumenta, afetando não só os humanos como também os animais.

– Evite passear com o pet em horário muito quente, pois as patas são sensíveis e o calor do chão pode acabar causando queimaduras no animal.

– Colocar água a disposição do pet e trocá-la com frequência para evitar que fique suja ou quente.

– Banho em excesso pode trazer prejuízo. A higiene dos animais realizada em um espaço muito curto de tempo pode remover a proteção natural da pele a deixando exposta a alergias, bactérias e fungos. Além disso, a derme irá produzir mais sebo provocando odores desagradáveis.

– Prefira que o animal fique em lugares ventilados.

– A tosa deve ser realizada apenas para pets passíveis de tosa e sempre acompanhe a primeira tosa para que o animal se sinta seguro;
Lembre-se de escolher bem o estabelecimento, verifique a higiene do local.