No último dia 29 de janeiro a Drª Débora Rochelly, representando o CRMV-PB, participou de uma reunião no Ministério Público do Estado sobre a fauna silvestre na Paraíba.

Dra. Andrea Bezerra Pequeno Alustau – Coordenadora do CAOP – Meio Ambiente e representante do Ministério Público convocou a reunião a pedido do Major Tibério Leite, responsável pela Polícia Ambiental do Estado da Paraíba, onde estiveram presentes representantes do Gabinete do Meio Ambiente, Agricultura e Pesca, SUDEMA, Batalhão Ambiental, IBAMA e CRMV-PB.

Durante a reunião foi informado pelo Major Tibério a dificuldade de destinação dos animais apreendidos  pela polícia ambiental, visto que não existe médico veterinário no quadro de funcionários da pasta de Meio Ambiente do Estado da Paraíba que faça o atendimento dos animais aprendidos, como também a impossibilidade de destinar animais para o CETAS do IBAMA, que fica em Cabedelo, visto que o mesmo também não dispõe de médico veterinário no quadro de funcionários, além da falta de um local para destinar os animais apreendidos no sertão.

Após a manifestação dos presentes, o CRMV-PB posicionou-se de forma enfática sobre a obrigatoriedade de se ter no quadro de funcionários do estado e para atendimento dos animais que estão presentes no CETAS o profissional médico veterinário, informando o descumprimento da lei 5517/68,  alertando para o risco de maus tratos por não oferecer tratamento adequado para os animais apreendidos, principalmente para os animais machucados, bem como pelo risco de destinação de animais doentes para o ambiente podendo infectar outros animais e também pessoas, dependendo do patógeno.

Após ampla discussão, a Dra. Andrea Alustau informou que oficiaria o Estado da Paraíba para que em 30 dias redistribua um médico veterinário do quadro permanente ou contrate um médico veterinário em caráter emergencial para suprir esta urgência e enfatizou que medidas a curto, médio e longo prazo devem ser tomadas em conjunto por todas as instâncias ambientais  para reduzir o problema da falta de médicos veterinários para atendimento dos animais selvagens em todo o estado, bem como a construção de outro CETAS para a Paraíba.

Assessoria CRMV-PB