Durante a semana em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, o Conselho Regional de Medicina Veterinária da Paraíba (CRMV/PB) através da Comissão Regional de Animais Selvagens e Meio Ambiente – CRASMA/CRMV/PB, realizou o I Seminário da Comissão de Animais Selvagens e Meio Ambiente do CRMV/PB “Meio Ambiente e Sustentabilidade” no dia 08 de junho, em Campina Grande/PB.


Domingos Lugo / foto ASCOM/CRMV/PB

O presidente do CRMV/PB, Méd. Vet. Domingos Lugo, fez a abertura do seminário e em seguida a presidente da CRASMA, Méd. Vet. Débora Rochelly falou sobre o seminário e apresentou a primeira palestrante a Eng.ª Mirella Motta que ministrou a palestra Gestão de Recursos Hídricos no Contexto de Meio Ambiente e Sustentabilidade.


Mirella Motta / foto ASCOM/CRMV/PB

Mirella em sua apresentação fez um elo entre a gestão hídrica com a produção e conservação animal, mostrando o quanto se consome de água na produção animal. Foram apresentadas algumas metodologias, como a criação de peixes e a produção de animal de corte, ambos utilizam água na sua produção e tem ligação com a Medicina Veterinária e Zootecnia.

A engenheira ainda falou sobre a conservação animal onde em algumas unidades se trabalha na manutenção da qualidade da água e finalizou com a crise hídrica, ressaltando que, a seca é um fenômeno cíclico na qual temos que criar métodos para se adaptar e convier com a semiaridez.

O palestrante seguinte foi o Zoot. Júlio Pascali cujo tema foi O Papel do Zootecnista e do Médico Veterinário no Manejo Hídrico da Produção Animal, onde foram abordados temas como as três dimensões: alimento, insumo e recurso natural na produção animal.


Júlio Pascali / foto ASCOM/CRMV/PB

Júlio falou sobre leis, sobre a importância do profissional conhecer quais os recursos da área onde vai atuar, abordou assuntos sobre os cuidados, reaproveitamento, uso e armazenamento da água, pontuado que ser sustentável requer um exercício diário e contínuo.

Agroecologia, uma ciência para a convivência com o semiárido: o que tem a medicina veterinária e zootecnia com isso? foi tema da palestra do Prof. Francisco Nogueira, que embasou sua apresentação na construção do conhecimento, adotando a agroecologia como um caminho para a mudança na forma de interpretar as perspectivas produtiva, social, econômica e ecológica, resgatando a capacidade do ser humano de compreender que ele é a natureza.


Francisco Nogueira / foto ASCOM/CRMV/PB

Sobre o seminário o professor parabenizou a inciativa do Conselho onde acredita que esse tipo de evento gera debates fundamentais para a construção do novo conhecimento. Ele acredita que “sustentabilidade não é para o futuro é para o agora”.

O conhecimento das leis , as classificações dos tipos de resíduos, a necessidade de gestão no que diz respeito a administração do meio ambiente foram tópicos debatidos durante a palestra A Gestão dos Resíduos dos Serviços de Saúde no Contexto de Atuação Profissional dos Médicos Veterinários e Zootecnistas ministrada pelo Méd. Vet. Prof. Arilde Alves.


Arilde Alves / foto ASCOM/CRMV/PB

Para o Prof. Alves em termo de legislação, na área de resíduos, o Brasil está bem fundamentado, porém o que falta é a aplicação, gerenciamento e fiscalização das normas estabelecidas por lei.

A Méd. Vet. Maria Izabel de Medeiros ministrou a palestra sobre O Papel do Médico Veterinário e Zootencista na Área Ambiental , onde abordou sobre a importância do profissional da Medicina Veterinária e Zootecnia, em ter um olhar ambiental, bem como o seu comprometimento com o meio ambiente, entendendo que  sustentabilidade são para as gerações presentes e futuras.


Maria Izabel de Medeiros / foto ASCOM/CRMV/PB

Segundo Izabel quando o profissional entende a importância do conhecimento das políticas públicas da cidade, Estado, região bem como, quais os impactos ambientais causados pelos resíduos dos serviços de saúde de origem animal e a sua destinação correta, ele consegue planejar e promover ações voltadas no contexto da saúde única: a saúde animal, saúde humana e meio ambiente.

Sobre conhecimento, a palestrante incentivou os participantes, profissionais e estudantes a buscarem capacitação através de cursos e a participarem de projetos na área ambiental.

Atuação do Médico Veterinário e do Zootecnista nas Problemáticas do Meio Ambiente Urbano – Uma Visão do Poder Público, ministrada pelo Méd. Vet. Rafael Manfio, mostrou um pouco da problemática do profissional que passa a atuar no poder público como um avaliador e fiscal dos seus colegas de profissão.

Rafael levantou questionamentos sobre a qualidade desses profissionais em avaliar os problemas que estão sendo gerados no meio urbano e o posicionamento do Médico Veterinário e do Zootecnista diante dessas demandas do mercado de trabalho.


Rafael Manfio / foto ASCOM/CRMV/PB

Durante o evento foram realizadas duas mesas redondas com os palestrantes para discussões sobre os assuntos abordados, bem como o sorteio de alguns livros. Cada participante ganhou, do Méd. Vet. Prof. Patrício Marques, o livro Plantas Medicinais para Ruminantes

Para a presidente da comissão, Méd. Vet. Débora Rochelly, o evento cumpriu o seu objetivo de capacitar, aperfeiçoar e despertar um olhar para o meio ambiente, que é uma área carente das profissões de Medicina Veterinária e Zootecnia e que está perdendo espaço para outras profissões por falta de capacitação.

   
fotos ASCOM/CRMV/PB

Acesse a Galeria de Fotos.

Assessoria de Comunicação CRMV/PB