As metodologias inovadoras da indústria de alimentos e bebidas foram o principal tema do Fórum Fispal Tecnologia, evento realizado paralelamente à Feira Internacional totalmente dedicada ao setor realizada entre os dias 27 e 30 de junho, em São Paulo. O evento, que se consolidou como o maior encontro das indústrias de alimentos e bebidas da América Latina, promoveu palestras e debates e contou com a participação de diversos profissionais, entre eles médicos veterinários.

A Comissão Nacional de Alimentos do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CNAL/CFMV) foi representada no evento pelos médicos veterinários Valéria Cavalcanti, Marili Gramolini e Alexander Welker Biondo. “O Fórum foi muito proveitoso, pois a agenda tinha temas bastante diversificados e, no momento em que o mercado brasileiro está em crise, é importante para a CNAL apresentar os médicos veterinários como profissionais que podem ajudar a vencer essas barreiras”, avalia Valéria Cavalcanti, Presidente da CNAL/CFMV.

O Fórum reuniu mais de 300 gerentes e diretores das maiores empresas da indústria, e abordou temas como a confiança do consumidor brasileiro nos alimentos e bebidas industrializados, o aumento da produtividade, a segurança na produção de alimentos, a gestão da qualidade, e tendências mundiais para indústrias processadoras de carnes, aves, queijos e alimentos fluidos.

Entre os destaques do encontro estavam as palestras dedicadas ao tema Indústria 4.0, como é conhecido o uso da manufatura avançada e personalizada da produção. A nova forma de produção está atualmente sendo estudada por um grupo do Governo Federal para a implementação no Brasil.

O evento também abordou as exigências dos órgãos fiscalizadores para a segurança dos alimentos nos processos industriais, e como preparar as empresas para cumprir essas normas. A questão se torna ainda mais importante, acredita Cavalcanti, considerando-se as recentes denúncias e exigências internacionais relacionadas à produção e fiscalização da carne brasileira. “As trocas de experiências realizadas durante o evento trarão subsídios para que a CNAL possa realizar trabalhos diretamente ligados às indústrias, além de possibilitar a valorização do médico veterinário na área de alimentos”, aponta a médica veterinária.

Fonte CFMV