Chegou ao conhecimento do Sistema Conselho Federal e Regionais de Medicina Veterinária (Sistema CFMV/CRMVs) a divulgação da venda de testes laboratoriais e máscaras protetoras para pets. Trata-se, no entanto, de iniciativas que alarmam e tentam obter vantagens de tutores de cães, gatos e outros animais de estimação. Não existe nenhuma indicação da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) e outros órgãos oficiais no Brasil e no mundo para que os animais domésticos sejam testados para o novo coronavírus (SARS-CoV-2), pois não são transmissores da Covid-19.

“Divulgar informações sobre assuntos profissionais de forma sensacionalista, promocional, de conteúdo inverídico ou sem comprovação científica fere o artigo 8º, inciso VIII do Código de Ética do Médico-Veterinário. Pedimos a quem tiver acesso a esse tipo de propaganda que denuncie ao conselho regional do estabelecimento ou profissional que fizer esse tipo de propaganda”, adverte o médico-veterinário Wanderson Ferreira, tesoureiro do CFMV.

O CRMV-MG emitiu nota oficial e a Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais (Anclivepa Brasil) também publicou um alerta a associados e à população em geral sinalizando a preocupação de que, em um momento em que a população se encontra fragilizada pelas medidas de mitigação da pandemia, se aumente o risco de abandono de animais e dos riscos à saúde pública no país.

O CFMV reforça o alerta à população em geral e aos profissionais: além de não recomendadas, a venda de testes para o novo coronavírus e máscaras para pets podem constituir infração ética, passível de punição.

Saiba mais:
Nota de esclarecimento do CRMV-MG (PDF)
Alerta da Anclivepa
Alerta da OIE com perguntas e respostas sobre o novo coronavírus (em inglês)
Perguntas e respostas do Centers for Disease Control and Prevention (CDC) and the Agency for Toxic Substances and Disease Registry (ATSDR), dos Estados Unidos (em inglês)

 Assessoria de Comunicação CFMV