O Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) lançou, nesta segunda-feira (5/6), a Acreditação dos Cursos de Medicina Veterinária. A iniciativa do CFMV é o tema do XXIII Seminário Nacional de Educação da Medicina Veterinária, que segue até esta terça-feira (6/6), em Brasília (DF).

A Resolução CFMV nº 1154/2017 que cria o Sistema Nacional de Acreditação de Cursos de Graduação em Medicina Veterinária foi publicada no Diário Oficial da União de hoje.

O Sistema de Acreditação foi uma construção conjunta das comissões nacional e regionais de educação da Medicina Veterinária do Sistema CFMV/CRMVs.

“A Resolução que estabelece as regras para a Acreditação dos cursos de Medicina Veterinária foi uma construção feita a várias mãos, graças a diferentes ideias e propósitos, mas com um objetivo definido: contemplar a qualidade do ensino da Medicina Veterinária no país”, afirmou o presidente do CFMV, Benedito Fortes de Arruda, durante a abertura do Seminário.

Presidente do CFMV, Benedito Fortes de Arruda. Foto: Ascom/CFMV
O presidente da CNMEV/CFMV, Antonio Felipe Wouk, lembra que o CFMV contribui há muitos anos para garantir a educação da Medicina Veterinária.

“A educação é um bem público e esse seminário tem como escopo maior apresentar à toda a comunidade esse mecanismo proposto de acreditação, que é voluntário, mas pretende, pela reflexão e autoavaliação, promover maior qualidade ao ensino que se pratica no país”, diz Wouk.

           Antonio Felipe Wouk, presidente da CNEMV. Foto: Ascom/CFMV

A Acreditação 


Em breve, o CFMV publicará o Edital de Acreditação, para que os cursos interessados se candidatem a receber a avaliação do Conselho Federal. Você confere todas as informações sobre o processo de Acreditação no site: acreditacao.cfmv.gov.br 

Por meio de avaliações in loco, com critérios pré-estabelecidos,  representantes do CFMV se certificam que os cursos seguem padrões adequados de ensino. O processo é voluntário e não substitui o reconhecimento já realizado pelo Ministério da Educação.

Para obter a  Acreditação do CFMV, o curso de Medicina Veterinária deve ter sido autorizado a, no mínimo, dez anos; ser reconhecido conforme as exigências legais, ser exclusivamente ofertado no período diurno e ter obtido, no último ciclo avaliativo, conceito igual ou superior a três no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade).

O curso de Medicina Veterinária será avaliado a partir de três dimensões: organização didático-pedagógica, população universitária e infraestrutura.

Após avaliação e relatório aprovado pela Plenária do Conselho Federal, a instituição que comprovar padrões de qualidade do ensino poderá receber duas categorias de Selo: “Acreditado”, com validade de 3 anos e “Acreditado com Excelência”, com validade de 5 anos.

O Selo de Acreditação emitido pelo CFMV serve como referência para gestores educacionais, docentes, a sociedade em geral e sobretudo, estudantes que buscam cursos com qualidade comprovada.

A Acreditação é também um estímulo para o aperfeiçoamento dos programas de ensino da Medicina Veterinária no Brasil, favorecendo a cultura periódica de avaliação como indutor da qualidade, com foco na melhoria contínua das Instituições.
Divulgação

Além do vídeo de divulgação da Acreditação dos Cursos de Medicina Veterinária, também foi criado um spot que será veiculado nas principais rádios de perfil jovem das cinco regiões do país ao longo desta semana.

A campanha de divulgação também conta com ações nas redes sociais e em sites especializados voltados para a educação e de conteúdo relacionados com a Medicina Veterinária.

Leia mais:

Acreditação dos Cursos de Medicina Veterinária: Comissões Nacional e Regionais de Educação traçam plano de ação conjunto
CFMV realiza primeiras visitas para validar processo de Acreditação dos Cursos de Medicina Veterinária

Fonte CFMV (matéria acessada em 05/06/17)