04 de outubro de 2016

O país será alvo de uma série missões veterinárias de inspeção sanitária nos próximos meses. Durante as visitas, os representantes de outros países irão avaliar o serviço de inspeção federal e os controles efetuados nos estabelecimentos de produtos de origem animal registrados junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O trabalho é uma importante etapa para que o país obtenha novas habilitações para a exportação de produtos brasileiros e para a renovação dos acordos já firmados.

A previsão é de que o país receba até 15 missões até o final do ano. Segundo o chefe da Divisão de Auditorias Internacionais do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa) do Mapa, Fábio Coelho Correa de Araújo, quanto mais missões vierem ao país, maior a possibilidade de ampliação da exportação de produtos agropecuários e de consolidação do reconhecimento internacional da qualidade do serviço de inspeção federal brasileiro.

Quatro visitas já estão confirmadas: duas do Chile, uma de Cuba e uma da Bolívia. O primeiro grupo de técnicos virá do Chile para fazer auditoria na produção de carne bovina in natura, entre os dias 10 de outubro e 22 de novembro. A previsão é visitar estabelecimentos de Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Minas Gerais, São Paulo, do Tocantins, Espírito Santo, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

Em outra missão, o Chile enviará auditores para verificar a produção de farinha de carne e osso em unidades em Goiás, Minas, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A visita está prevista para o período de 28 de novembro e 9 de dezembro.

Entre 15 de outubro a 24 de novembro, os técnicos cubanos vão realizar auditorias em estabelecimentos de aves e suínos. De 21 de novembro e 2 de dezembro, veterinários bolivianos irão inspecionar unidades de carnes de ave, suína e bovina. Os roteiros ainda estão sendo definidos.

Fonte Assessoria de Comunicação do CFMV, com informações do Mapa