24 de outubro de 2016

Por Carolina Menkes

Dois dias de discussões para pensar estratégias conjuntas para a atuação do médico veterinário na Saúde Pública marcaram o VII Fórum Das Comissões Nacional e Regionais de Saúde Pública Veterinária do Sistema CFMV/CRMVs, realizado nos dias 20 e 21 de outubro, em Campo Grande (MS). O evento ocorreu na sede do Conselho Regional de Medicina Veterinária do estado do Mato Grosso do Sul (MS).

Foto: Ascom/CFMV

No segundo dia do evento, os participantes se dividiram em grupos para pensar ações e estratégias ligadas ao plano de ação. Foram trabalhados dois eixos temáticos, sendo o primeiro com o objetivo de definir estratégias para o aprimoramento do bem-estar único no desenvolvimento das ações em saúde pública. Já o segundo visava pensar estratégias entre as comissões nacional e regionais de saúde pública para inserção dos estabelecimentos veterinários no rol dos estabelecimentos de saúde.

A presidente da CNSPV/CFMV, Sthenia Amora, destacou o avanço de ideias e ações propostas em fóruns anteriores. “As comissões regionais de saúde pública têm acompanhado o planejamento do Sistema CFMV/CRMVs para atender os objetivos estratégicos assumidos para a gestão e agora conseguimos ver o produto dessas ações”, ressaltou.

A Saúde Única também foi abordada com mais ênfase. “Uma das razões de realizar o Seminário de Saúde Pública e o Fórum em sequência foi trazer as comissões regionais para dentro do seminário e ampliar discussões a nível de sociedade para que no encontro interno viessem com o reflexo do que está sendo feito lá fora”, explicou Amora.

Foto: Ascom/CFMV

Os representantes das comissões e conselhos regionais destacaram a importância da troca de experiências no fórum. As iniciativas apresentadas mostraram que os conselhos estão se movimentando e empenhados em efetivar a participação do médico veterinário e sua contribuição na saúde pública”, afirmou José Renato de Rezende, do Conselho Regional de Medicina Veterinária do estado de Minas Gerais (CRMV-MG), que ainda não tem uma comissão formada.

A oportunidade de discutir parâmetros dos veterinários que estão no Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) para gerar indicadores de resultados foi destacada pela presidente da comissão de saúde pública veterinária do estado do Rio de Janeiro, Sandra Thomé. “O que vai sensibilizar o gestor não é só o discurso, temos que trabalhar como gerar indicadores que mostrem a importância desse profissional na atenção básica”, sinalizou.

Foto: Ascom/CFMV

Em sua visão, as apresentações das comissões regionais mostraram os potenciais de atuação em cada estado. “O Fórum nos trouxe ações e experiências dos regionais que nem conseguíamos visualizar que existiam. Saímos com muitas ideias”, disse.

Foto: Ascom/CFMV

Entre as iniciativas de destaque, o presidente da comissão de saúde pública do estado do Maranhão, Daniel Saraiva, cita os cursos modulares sobre o médico veterinário no NASF. “Quando você começa a comparar realidades diferentes no nosso país e ver o que pode ser feito no seu estado, você pensa que ainda tem muita coisa a ser feita. É gratificante saber que estamos fazendo algo eficiente, que terá resultados de curto, médio e longo prazo”, finalizou Saraiva.

Fonte Assessoria de Comunicação do CFMV