A liderança mundial da exportação de carne bovina e de frango alcançada pelo Brasil é consequência direta de fatores como a responsabilidade e comprometimento dos produtores rurais, eficiência da indústrias e controle sanitário de alto nível, dando qualidade aos nossos produtos.

O Brasil exporta para mais de uma centena de países, dentre os quais se encontram mercados mais exigentes em controle sanitário e de qualidade como os Estados Unidos, Europa e Japão.  Para que o comércio seja estabelecido somos submetidos a auditorias rígidas feitas por profissionais de Medicina Veterinária das comissões que nos visitam. Isso acontece em todos os níveis, desde as fazendas, ao modelo de abate, às condições higiênico-sanitárias das nossas indústrias.

Assim, não só a carne exportada, mas também a que abastece o mercado interno sofre rigorosos exames para chegar com qualidade à mesa do consumidor brasileiro.

Desta forma, o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) declara a todos, em especial aos brasileiros que consomem a carne produzida no Brasil, que nossos produtos são de qualidade comprovada.

Tal afirmação se fundamenta também em função de várias reuniões da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), das quais o CFMV participa, sendo testemunha do excelente programa de defesa sanitária animal desenvolvido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), reconhecido pelos países integrantes da referida Organização Mundial.

A irresponsabilidade de alguns agentes públicos e da mídia, pela generalização de fatos isolados quanto à qualidade da nossa carne é um crime contra os produtores rurais, indústria, médicos veterinários, órgãos públicos e contra o Brasil. Constitui-se em enorme desrespeito a milhões de pessoas que trabalham direta ou indiretamente no agronegócio brasileiro.

Neste momento é preciso cautela. É preciso separar o joio do trigo e ter pensamento crítico em meio à guerra de informações e de interesses que poderão surgir a partir deste fato.

Que as autoridades competentes apurem os fatos, com rigor, mas, acima de tudo, com responsabilidade, sob pena de mancharmos a reputação do principal setor da economia brasileira: o agronegócio.

Carne é proteína, carne é alimento, carne dá emprego, carne gera renda. A nossa carne é de qualidade!

Benedito Fortes de Arruda, presidente do Conselho Federal de Medicina Veterinária 

Fonte CFMV