O CFMV homenageia as profissionais de Medicina Veterinária e Zootecnia, mulheres fortes pela natureza do amor e que fazem o nosso mundo melhor e mais bonito a cada dia.

Neste dia que simboliza a luta pelos direitos e pela igualdade de gênero, comemoremos com a lembrança das conquistas e dos avanços das mulheres, trabalhando para que se somem e se consolidem mais e mais a cada dia.

A participação da mulher sempre foi importante no desenvolvimento da sociedade. Na Medicina Veterinária e Zootecnia não é diferente. Elas estão conquistando cada vez mais espaço e os números mostram um avanço significativo da participação feminina em todos os setores ligados às nossas profissões e no seu mercado de trabalho. Seja qual for a área de atuação, as médicas-veterinárias e zootecnistas sempre terão um destaque especial.

Neste 8 de março, Dia Internacional da Mulher, o CFMV parabeniza todas as mulheres, em especial as médicas-veterinárias e zootecnistas, e reconhece o esforço das profissionais para se destacar no mercado e aliar a profissão com as demais atividades e jornadas.

Parabéns para aquelas que merecem o reconhecimento de todos os dias, símbolo de amor, perseverança e desprendimento. Guerreira, amiga, emotiva, carinhosa, dedicada… Poderíamos escrever aqui milhares de adjetivos, mas todos se traduzem em uma só palavra: Mulher!

Parabéns por contribuir por um mundo melhor!

A você, que transforma nossos dias com sua dedicação, força e alegria, um Feliz Dia da Mulher!

Hélio Blume, secretário-geral do Conselho Federal de Medicina Veterinária

Mulheres na liderança: Alcançando um futuro igual em um mundo de COVID-19

O Dia Internacional da Mulher, 8 de março, foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1975. Neste ano, o tema é Mulheres na liderança: Alcançando um futuro igual em um mundo de COVID-19. O objetivo é celebrar os enormes esforços de mulheres e meninas em todo o mundo na construção de um futuro mais igualitário e na recuperação da pandemia causada pelo coronavírus SARS-CoV-2.

A história do Sistema Conselhos Federal e Regionais de Medicina Veterinária (CFMV/CRMVs) é escrita com a participação relevante de médicas-veterinárias e zootecnistas. Elas honram suas profissões, colaborando para o desenvolvimento do Brasil, impactando diretamente a saúde animal e humana, e preservando o meio ambiente, conceito sintetizado como saúde única.

Seja no campo, nas clínicas, nas indústrias, no trabalho administrativo ou político, elas não medem esforços para valorizar as classes. Desde a década de 1970, o número de mulheres na Medicina Veterinária aumenta progressivamente, no Brasil e no mundo. Dos 148.037 médicos-veterinários atuantes no Sistema Conselho Federal e Regionais de Medicina Veterinária (CFMV/CRMVs), 53% são mulheres (79.858), enquanto entre os 9.204 zootecnistas atuantes, o público feminino ocupa 32% do mercado. Hoje, 144 mulheres ocupam cadeiras nas diretorias e conselhos deliberativos no sistema, cenário inimaginável há dez anos. Dessas, sete são presidentes de regionais.

Live em celebração ao Dia Internacional da Mulher

Em homenagem a todas as mulheres do país e, em especial, às médicas-veterinárias e zootecnistas, o CFMV promoveu um bate-papo em seu canal do YouTube, na última sexta-feira (5). As convidadas foram duas expoentes no Sistema CFMV/CRMVs: a médica-veterinária Ana Elisa Fernandes Almeida, vice-presidente do CFMV e primeira mulher a ocupar um cargo na diretoria da autarquia federal; e Angélica dos Santos Pinho, zootecnista e vice-presidente do CRMV-RS.

Numa conversa descontraída, Ana Elisa e Angélica falaram sobre liderança, a crescente participação das mulheres nas profissões e os desafios enfrentados pelas médicas-veterinárias e zootecnistas no mercado de trabalho. Além disso, as convidadas debateram a superação e as dificuldades enfrentadas durante a pandemia. A live durou aproximadamente uma hora e as convidadas puderam responder perguntas enviadas com antecedência pelo público e durante a transmissão on-line.

Confira nos canais do YouTubeInstagram e do CFMV.

Assessoria de Comunicação do CFMV com informações da ONU