17 de maio de 2016

Mais de 2 mil animais, entre aves e animais cativos da caatinga, foram entregues voluntariamente ou resgatados durante a 37ª Fiscalização Preventiva Integrada do estado da Bahia.

A operação foi realizada entre os dias 24 de abril e 5 de maio, na microrregião de Juazeiro e em mais nove municípios da região do Vale do São Francisco.

A 37 ª edição da FPI contou com a participação do médico veterinário Paulo César Maia e do fiscal Alexander Ramos, ambos do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia (CRMV-BA).

Os animais resgatados passarão pela avaliação de especialistas e poderão ser reintegrados à natureza. A ação também visa conscientizar os moradores das cidades e estudantes das escolas da região quanto à importância de manter os animais em seu habitat natural.

Foto: CRMV-BA

A FPI é multidisciplinar. Nesta edição foram formadas equipes de Saneamento, Gestão Ambiental Municipal, Patrimônio Cultural, Patrimônio Espeleológico, Agrotóxico, Fauna, Rural, Mineração/Cerâmica, Piscicultura, Aquática, de Fiscalização de Loteamentos, de Abate Clandestino de Animais, além de equipes de apoio, que atuaram durante os 14 dias da Operação.

Além do resgate de animais, também foram apreendidas 15 armas de fogo, dois abatedouros interditados e 27 empreendimentos de psicultura da região foram fiscalizados.

Sobre a FPI

O programa de Fiscalização Preventiva Integrada é um trabalho coletivo, coordenado pelo Ministério Público da Bahia, de prevenção e combate à degradação ambiental, que acontece desde 2002. Atualmente é também realizado na Bacia do Rio Paraguassu e no estado de Alagoas.

Leia mais: http://portal.cfmv.gov.br/portal/noticia/index/id/4461/secao/6

Fonte Assessoria de Comunicação do CFMV com informações do CRMV-BA e MP do Estado da Bahia.