Como uma forma de conscientizar a população da importância da defesa da saúde humana, animal e ambiental, este ano é promovido pela primeira vez em 2016 o Dia da Saúde Única. A data escolhida pela One Health Commission (Comissão de Saúde Única) para celebrar o tema foi 3 de novembro, dia em que instituições de todo o mundo foram convidadas para organizar e oferecer eventos voltados para a população e para profissionais de diversas áreas da saúde e da ciência.

O Dia da Saúde Única é descrito como um dia de declaração e de ações para trazer sempre que possível a atenção global para a necessidade crucial e para os benefícios de se adotar abordagens interdisciplinares nos desafios complexos envolvendo animais, pessoas e ecossistemas – estima-se que quase 75% de todas as doenças infecciosas emergentes que afetam os humanos nas últimas três décadas tiveram origem em animais.

A intenção da iniciativa é unir tantos indivíduos quanto possível das mais diversas áreas em eventos de conscientização e educação, inspirando novos projetos em todo o globo. O Dia da Saúde Única procura, ainda, incentivar a determinação política necessária para promover uma mudança na abordagem dos problemas de saúde do mundo. “O Dia da Saúde única vai chamar a atenção para a necessidade de ações integradas de Saúde Única e permitir que o mundo as vejam em ação”, descreve o site da Comissão de Saúde Única.

O empreendimento reúne 129 projetos cadastrados em todos os continentes, que vão abordar estratégias interdisciplinares para abordar problemas como doenças infecciosas emergentes, resistência antimicrobiana, mudanças climáticas, poluição e diversos outros problemas.

No Brasil serão promovidos três eventos. O Departamento de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Lavras (UFLA) realiza até o dia 9 a I Jornada sobre Saúde Única da UFLA, um evento gratuito e aberto ao público. Em Campo Grande (MS), o Encontro sobre Saúde Única da UFMS oferece palestras sobre a importância de morcegos no ambiente e o papel desses animais na disseminação de doenças.

O dia conta, ainda, com o seminário da Associação Brasileira de Profissionais de Epidemiologia de Campo (Proepi) “Abordagem ‘One Health’ na resolutividade de problemas complexos de saúde envolvendo pessoas, animais e o meio ambiente”, que será oferecido pela internet e contará com a moderação do médico veterinário David Soeiro, do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais (ICB /UFMG), e com a participação de Adriana Vieira, da Comissão Nacional de Saúde Pública Veterinária do Conselho Federal de Medicina Veterinária.

O médico veterinário e a Saúde Única

O conceito de Saúde Única surgiu para traduzir a união indissociável entre a Saúde animal, humana e ambiental. Essa abordagem interdisciplinar integra profissionais de diversas áreas da saúde, incluindo a Medicina Veterinária que, ao abraçar e ligar os três aspectos dessa cadeia, revela-se uma das profissões mais completas do mundo. Essa atividade foi criada com o dever de prevenir e curar doenças dos animais, mas sempre tendo como objetivo o homem e o serviço maior à humanidade.

O médico veterinário está presente, por exemplo, nas várias etapas da produção do alimento de origem animal, desde o manejo do pasto até a prevenção de doenças transmissíveis ao ser humano e na garantia da qualidade do produto final que chega à mesa do consumidor, evitando contaminações e protegendo a saúde da população.

Por meio de sua Comissão Nacional de Saúde Pública Veterinária (CNSPV), o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) tem trabalhado em defesa da Saúde Única, defendendo ações como a consolidação da atuação do médico veterinário no Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), e destacando a fundamental participação desse profissional na saúde pública para a prevenção de doenças.

O CFMV também adotou a Saúde Única como mote de sua campanha do Dia do Médico Veterinário de 2015, como forma de lembrar a importância da aplicação do conceito no Brasil e do trabalho multidisciplinar na atuação do médico veterinário. A campanha, que teve grande repercussão, tinha o objetivo de mostrar que a atuação do médico veterinário está presente em diversos detalhes do cotidiano das pessoas e que suas ações podem fazer a diferença na saúde global.

Programe-se para os eventos do Dia da Saúde Única:

–  I Jornada sobre Saúde Única da UFLA

Encontro sobre Saúde Única da UFMS

– Webnário Abordagem “One Health” na resolutividade de problemas complexos de saúde envolvendo pessoas, animais e o meio ambiente

Confira aqui a lista completa dos eventos do Dia da Saúde Única

Saiba mais

Leia o folder de Saúde Única do CFMV

Acesse o site sobre Saúde Única do CFMV

Faça aqui o download do selo da Saúde Única do CFMV 

Fonte Assessoria de Comunicação do CFMV (matéria acessada em 03/11/16)