O Projeto Carroceiro, realizado pelo Curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Campina Grande/Campus Patos (UFCG/Patos), através da professora Verônica Trindade, realizou durante todo este sábado, dia 13, a 1ª Feiroça. O evento, que contou com o apoio da Secretaria de Meio Ambiente e da Secretaria de Agricultura da Prefeitura Municipal de Patos, busca desenvolver projeto de extensão com as dezenas de trabalhadores que utilizam veículos de tração animal para o sustento familiar, os chamados carroceiros.

A atividade aconteceu em via pública ao lado da Associação Comercial e Industrial de Patos (ACIAP), centro de Patos. No evento aos trabalhadores receberam um café da manhã, atenção primária odontológica, sorteio de cestas básicas e foi realizada orientação sobre a conduta no serviço. Os animais receberam vacinas contra raiva, vermifugação e ouve vistoria, além de pintura das carroças. Os estudantes de Medicina Veterinária e Odontologia ajudaram em toda a atividade.

“O carroceiro tem que ser valorizado pela sociedade como qualquer outra classe trabalhadora. Todos nós respeitamos médicos, professores, engenheiros, garis, marceneiros de uma forma em geral, mas na maioria das vezes fazem muitas brincadeiras e tratam os carroceiros com desdém, eu acho que na medida do possível que a gente trabalhar, que a classe dos carroceiros e um trabalhador como qualquer outro desse país, a valorização deles vai chegar e nós vamos dar o percentual que eles merecem na sociedade”, relata a professora Verônica Trindade (foto).

O professor do Curso de Odontologia da UFCG/Campus Patos, George Nascimento, disse que os trabalhadores têm vários problemas dentários. O professor e os estudantes fizeram avaliações nos trabalhadores e detectou problemas dentários. “Esse é um projeto muito importante, porque a gente tem um contato dos alunos e da própria universidade com a população de um modo geral. Na nossa clinica-escola nós oferecemos atendimento odontológico gratuito. Aqui a gente faz um exame clinico inicial. Nós observamos problemas com cárie, doenças periodontal, raízes de dentes que precisam ser removidos por cirurgia, e ocasionalmente nós encontramos doenças de boca que precisam de uma maior atenção indo até nossa clinica-escola”, relata professor George.

Muitos dos presentes cobraram a presença da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STtrans) que poderia desenvolver um trabalho de conscientização no trânsito, já que muitos carroceiros tem causado problemas nas vias devido a falta de educação e orientação por parte do órgão.

Wandecy Medeiros, secretário de Meio Ambiente, disse que a professora e a UFCG está de parabéns pelo evento. A mesma avaliação é seguida pelo secretário de Agricultura Sebastião dos Santos que entregou panfletos sobre mostrado os problemas e as punições sobre a soltura de animais nas vias públicas.

Jozivan Antero – Patosonline.com